E-commerce favorece superação da Directlog

directlog-webtranspo.jpg

A principal característica da Directlog, que tornou referência no segmento de e-commerce, será apresentada agora nestes setores ainda pouco explorados pela empresa. De acordo com Luiz Nascimento, Diretor Comercial da Directlog, esse diferencial é uma plataforma tecnológica via Web, que vem sendo desenvolvida há sete anos, sendo que nos últimos 18 meses essa tecnologia incorporou a gestão de entregas em tempo real.

Nascimento explica que os “entregadores” da Directlog saem amparados por aparelhos com o sistema wap, por meio do qual conseguem fazer atualizações sobre todas eventualidades da entrega, desde endereço incompleto, destinatário ausente até a conclusão do serviço, que é descrito por meio do sistema (com data, hora e nome que quem recebeu a mercadoria) e então finalizado.

“A tecnologia permite que o usuário, sendo ele funcionário da Direct ou os próprios destinatários, tenha acesso via Web, cada um com suas limitações, ao rastreamento das entrega em tempo real. Atingimos o grau de maturidade agora, estamos com 95% de grau de interatividade, entre os entregadores, o sistema e as operações no dia-a-dia”, detalha o diretor.

O sistema atende 75% da demanda de entrega da empresa pelas unidades de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Brasília (DF), Salvador (BA) e Porto Alegre (RS), regiões onde a empresa tem centros operacionais próprios e pode realizar a baixa da informação em tempo real. Com a tecnologia “o índice de devolução hoje é abaixo de 0,5%”, ressalta Nascimento.

O diretor disse que o objetivo da companhia é crescer neste ano 40% em relação a 2008, quando realizou seis milhões de entregas e faturou R$ 55 milhões. A projeção de Nascimento é superior a do e-commerce, segmento que amparou os negócios da empresa nos últimos anos. Hoje a empresa tem capacidade de 600 mil entregas mensais”, mencionou. Para este ano, de acordo com previsão do 19º Relatório WebShoppers da E-bit, o setor deve crescer entre 20% e 25%.

Em 2008, a atividade comportou 13 milhões de vendas e um faturamento da ordem de R$ 8,2 bilhões. Nesse cenário, o qual “é predominantemente dominado pelo Sedex”.

Fonte: Webtranspo

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

6 comentários sobre “E-commerce favorece superação da Directlog

  1. Rogério,
    Creio que a Directlog, ainda não tenha atingido a maturidade mencionada, pois a mesma possui muitas falhas em atendimento, acompanhamento e entrega de produtos.
    O crescimento almejado pelo seu diretor em 2008 deve ter siido alcançado, porém sem maturidade e estrutura, pois os serviços vão contra a missão da empresa.
    Creio que se meu produto tiver mais uma reagendamento de entraga, o mesmo contará no seu índice de devoluções e clientes insatisfeitos com os serviços prestados pela sua empresa.

  2. FATO!!! A Direct ja teve dias melhores, eu trabalho junto a marca B2W dona dos sites Americanas.com Submarino e shoptime a direct é a que mais causa problemas.
    Não entrega, extravia produtos, os quedra, já esta mais doq na hora de eles revisarem sua “logistica”

Deixe um comentário